26 abril, 2019

Atuação integrada reforça importância da Câmara de Gêneros Alimentícios

Crédito: Christina Bocayuva

Luiz Gastão Bittencourt, ao microfone, ao lado do coordenador da CBCgal, Álvaro Luiz Furtado

Em reunião realizada na Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a Câmara Brasileira do Comércio de Gêneros Alimentícios (CBCgal) iniciou uma nova fase em seu funcionamento e atuação. Integração e mais proximidade ao dia a dia dos empresários serão prioridades, conforme destacou o vice-presidente Administrativo, Luiz Gastão Bittencourt na abertura dos trabalhos, ao lado do novo coordenador da Câmara, Álvaro Luiz Bruzadin Furtado e dos integrantes indicados pelas federações do comércio de todo o Brasil.

“O presidente Tadros tem enfatizado a necessidade de estarmos cada vez mais próximos do dia a dia dos empresários e, ao mesmo tempo, trazermos os empresários para junto do Sistema Comércio”, disse Luiz Gastão. “As Câmaras do Comércio, como a CBCgal, terão um importante papel nessa ligação que queremos tornar ainda mais forte e representativa”, completou o vice-presidente, que é também coordenador das Câmaras Brasileiras do Comércio da CNC.

Um só organismo

Além de trazer as necessidade e questões de cada segmento, em um cenário de mudanças na legislação, as Câmaras do Comércio terão um importante papel para tornar a atuação do Sesc e do Senac cada vez mais sintonizada com as necessidades dos empresários, reforçando seu papel como fatores de ampliação da competitividade e eficiência por meio da qualificação profissional e das ações voltadas para a qualidade de vida dos trabalhadores do comércio.

O novo coordenador da Câmara, Álvaro Furtado, afirmou se sentir estimulado com o trabalho que se inicia e reforçou a ideia de unidade e trabalho integrado. “Somo um só organismo, empresas, sindicatos, federações e confederação, atuando na defesa dos interesses do comércio de bens, serviços e turismo. No nosso caso mais específico o setor de gêneros alimentícios”, disse Furtado. “A responsabilidade de cada um de nós é dar o melhor de si para trazer a esta casa, que é a cúpula do nosso setor, as reinvindicações e necessidades que temos presentes. Vou me esforçar ao máximo para cumprir essa honrosa missão e tenho certeza de que vou poder contar sempre com a CNC”.

 

Comentários

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.